COSTURAÍ

Criado em 2019, o Costuraí busca o empoderamento das participantes pelo aprendizado e resgate de manualidades: costura, bordado, pintura e tear, e consequente geração de renda e empreendedorismo social. Nas produções criativas, são utilizados resíduos de outros processos e diversos materiais provenientes da reciclagem de materiais. O Costuraí presta serviços de costura para outros segmentos, empresas e projetos. A iniciativa incentiva a reutilização de materiais por meio da confecção de nécessaires feitas com calças jeans usadas, customização de roupas com sobras de tecido, entre outras iniciativas circulares. São oferecidos cursos gratuitos de costura para a produção de diferentes artigos. Além disso, as pessoas capacitadas, caso tenham interesse, podem continuar no projeto como colaboradoras e são remuneradas por isso.

“Buscamos acolher, formar e empoderar pessoas pelo desenvolvimento ou resgate  de habilidades manuais para o artesanato e o trabalho e consequente geração de renda. Promovemos a participação e inclusão de pessoas de diferentes classes sociais, permitindo aos participantes o conhecimento e reconhecimento de sua realidade dentro das outras”, conta Susana Apollo, coordenadora do projeto.

Público-alvo: Pessoas das mais diversas realidades sociais interessadas em desenvolver suas potencialidades artísticas, empoderar-se pelo trabalho e compartilhar vivências em grupo. O Costuraí atua nas comunidades Vila Planetário e Chácara do Primeiro, e tem atuação indireta na comunidade Jardim Floresta (bairro Lami) e no bairro Sarandi, além da comunidade Beco dos Cunha, de Viamão (RS).

Objetivo: Capacitar pessoas através de um novo ofício, mostrar o potencial de reaproveitamento de tecidos e outros materiais para produção criativa de peças e promover o empreendedorismo para geração de renda para pessoas de comunidades mais vulneráveis. O projeto também visa resgatar e manter vivas técnicas artesanais.

Impacto e resultados alcançados em 2020

Costureiras treinadas

0

Comunidades beneficiadas

0

Máscaras produzidas

0

– 30 costureiras treinadas em manejo de máquina de costura e bordado manual;
– 5 comunidades de vulnerabilidade social beneficiadas;
– Produção de mais de 5 mil máscaras, entre pedidos e doações;
– Participação em Feira de Artesanato;
– Participação na I edição do Galeto & Bazarchó, na Chácara do Primeiro;
– Parcerias para produção com as empresas Bossa Gastronomia, ReVeste Design e Cozinha da Rô, entre outras.
– Ateliês completamente montados, com insumos e equipamentos, em funcionamento na Vila Planetário e Chácara do Primeiro.

Depoimentos

Foi o primeiro projeto em que participei. Eu não sabia nem o que era mexer com linha e agulha. O Costuraí me fez ver a grande mulher que eu poderia ser - e que eu sou hoje. Esse projeto me ajudou a sair do casulo, aos 63 anos

Tia Mara, presidenta da Misturaí

Com o Costuraí, eu compartilho meu conhecimento e aprendo muito com a realidade das comunidades, que têm uma força de vontade e um potencial enorme. Diariamente, elas precisam superar as dificuldades, que vão desde educação e infraestrutura até as mais básicas como alimentação. É muito gratificante saber que ajudamos a empoderar essas mulheres, oportunizando uma transformação na vida delas e ensinando conceitos de empreendorismo

Lisiane Largura, voluntária da Misturaí

O Costuraí é muito importante devido à oportunidade de aprender vários tipos de costura, acrescentando conhecimento e proporcionando renda familiar. Principalmente para mim, que sou chefe de família e tenho que cuidar de filho pequeno

Cristiana Pimentel, moradora da Chácara do Primeiro